CDHU, Minha Casa Minha Vida e MRV: o que são e como ajudam?

CDHU, Minha Casa Minha Vida e MRV: o que são e como ajudam?

Quando o assunto é moradia, o aluguel ainda é uma alternativa comum entre os brasileiros. Mas, quem disse que precisa ser a única? Diferentemente do que muitos imaginam, comprar um imóvel no Brasil pode, sim, ser algo acessível. A partir de programas de habitação como CDHU e Minha Casa Minha Vida, além de construtoras como a MRV, é possível fazer com que o sonho da casa própria se torne realidade bem antes do previsto.

Afinal, por que gastar um valor mensal para alugar um imóvel, se é possível dedicar este mesmo valor para conquistar aquela casa ou apartamento que você sempre quis, ainda com a garantia de que será somente seu e de sua família? Os incentivos de governos estaduais e federais, como as condições diferenciadas para famílias de baixa renda, os subsídios e as taxas de juros reduzidas existem exatamente para isto: facilitar a compra do imóvel para os brasileiros.

Conheça agora o que são CDHU, Minha Casa Minha Vida e MRV e como eles ajudam!

Minha Casa Minha Vida

O Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) foi criado em março de 2009 pelo Governo Federal e até hoje é o principal programa de habitação do Brasil. Basicamente, seu principal intuito é facilitar a compra de uma casa ou apartamento próprio para famílias com renda de R$ 1.800 mil até R$ 9 mil, sendo que quanto menor a renda, maior será a vantagem.

O programa é dividido em quatro faixas de renda para financiamentos, que em 2017 ficaram da seguinte maneira:

– Faixa 1: renda mensal de até R$ 1.800;

– Faixa 1,5: renda mensal de até R$ 2.600;

– Faixa 2: renda mensal de até R$ 4.000;

– Faixa 3: renda mensal de até R$ 9.000.

O principal benefício do Minha Casa Minha Vida é o subsídio do imóvel, ou seja, um valor doado pelo governo e abatido no preço total do financiamento. Funciona como uma espécie de desconto para a compra do imóvel, que chega a até 90% para famílias que se encaixam nas faixas 1 e 1,5. A faixa 2 também garante subsídio, apesar de ser menor do que nas outras opções, e o cálculo vai depender de fatores como renda e idade do beneficiário, além de região e valor do imóvel.

Os prazos de financiamento são mais longos com o apoio do MCMV, de 120 meses (10 anos) na faixa 1 e até 360 meses (30 anos) nas faixas 2 e 3. Geralmente, a parcela não passa de 20% da renda total da família, com valores menores que R$ 90,00 na faixa 1, e o subsídio pode chegar a R$ 25 mil em inúmeros casos.

As taxas de juros do Minha Casa Minha Vida também ficam abaixo das praticadas no mercado, portanto, mesmo que a renda seja maior (como na faixa 3), é possível garantir mais segurança na compra do imóvel. Famílias da faixa 1,5, por exemplo, contam com uma taxa de juros fixada em 5% ao ano, que só vai aumentar a partir da faixa 2, com variação entre 5,5% e 7% ao ano. As últimas taxas são de 8,16% para renda de até R$ 7 mil e 9,16% até R$ 9 mil.

Vale lembrar que se o caso da família for de renda até R$ 1.800, não é cobrada nenhuma taxa de juros, o que aproxima ainda mais a compra de um imóvel da realidade de famílias com menos condições em todo o Brasil. Neste caso, é preciso se cadastrar no programa através da prefeitura da cidade para concorrer a casas populares, enquanto nas outras três faixas do programa basta ir até uma unidade da Caixa Econômica Federal – que recebe os recursos do MCMV – ou de uma construtora habilitada (como é o caso da MRV) para receber uma análise do imóvel desejado e as condições oferecidas.

CDHU

Diferentemente do Minha Casa Minha Vida, de abrangência nacional, a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU) é uma iniciativa do Governo do Estado de São Paulo. Mas assim como o MCMV, busca atender famílias de baixa renda, mais especificamente que recebem mensalmente o valor de um a 10 salários mínimos.

O programa de habitação CDHU também garante custo mais baixo em financiamento às famílias paulistas, sejam elas com ou sem filhos, de união estável, homoafetivas ou onde vivem somente mãe com filhos, pai com filhos, avós e netos, etc., e funciona através de projetos habitacionais. Por isso, para conseguir um imóvel neste caso é preciso aguardar a abertura de inscrições e participar de um sorteio público. Se for sorteada, a família consegue o financiamento com melhores condições em seu estado.

Em casos de pessoas que moram sozinhas, também é possível participar do CDHU, contanto que tenham 30 anos e exclusivamente com unidades de um ou dois dormitórios. Quanto aos outros perfis, fora a renda mensal, que, atualmente, não pode ultrapassar R$ 9.370, podem participar aqueles que nunca foram proprietários de outro imóvel, nem tenham sido beneficiados por programas habitacionais do governo e que morem pelo menos a cinco anos no estado.

MRV Engenharia

A MRV Engenharia é a maior construtora do Brasil, de acordo com o ranking ITC, e também possui grande representatividade em relação ao programa de habitação mais popular do país, o Minha Casa Minha Vida.

Trata-se da maior parceira do programa, e por isso oferece facilidades na compra de imóveis, pagamentos flexíveis, além de linhas diferenciadas de produtos e parceria com os maiores bancos de financiamento imobiliário, como a Caixa Econômica e o Banco do Brasil.

Portanto, quem tiver interesse em um imóvel da MRV, consegue aproveitar o subsídio e outras condições especiais de forma muito mais simplificada, com agilidade na aprovação do crédito, por exemplo, e sem a burocracia que pode ser encontrada com outras empresas.

Agora que você já sabe como funcionam os imóveis da MRV com o apoio do CDHU e do Programa Minha Casa Minha Vida, ficou ainda mais fácil sair do aluguel!

Se estiver em busca de uma casa ou um apartamento em Sorocaba, que é uma das melhores cidades brasileiras para morar, conte com a imobiliária Mendes Ortega!

Juntos, podemos encontrar o imóvel que se encaixa com o seu perfil e de sua família, e garantir as melhores condições para o financiamento. Fale com um de nossos corretores e conquiste esse sonho!

You Might Also Like

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

Procurando um imóvel? Fale conosco!